Resultado da Punção de Tireóide: Entenda as classes

Resultado da Punção de Tireóide: Entenda as classes

Resultado da Punção de Tireóide: Entenda as classes

Com o objetivo de padronizar os resultados das punções de tireóide que eram realizadas nos nódulos tireoidianos, o NCI (National Cancer Institute), promoveu uma conferência multidisciplinar em 2007 a fim de se discutir a classificação das punções aspirativas de tireóide. O resultado dessa reunião foi a publicação do Sistema Bethesda para Laudos Citopatológicos de tireóide. Este sistema prevê a classificação das amostras em seis classes:

Classe 1 – Amostra não diagnóstica;

Material não suficiente para preencher os critérios de representatividade do parênquima tireoidiano. O procedimento deve ser refeito, porém, há possibilidade de o material ser insuficiente novamente.

Classe 2 – Benigno;

Benigno. Neste caso o risco de malignidade varia de 0 a 3%.

Classe 3 – Atipia de significado indeterminado / lesão folicular de significado indeterminado;

O termo indeterminado traduz uma incerteza se a lesão é maligna ou benigna e é resultado da limitação intrínseca do método citopatológico. Risco de malignidade entre 5 e 15%. A recomendação atual nestes casos, é repetir a punção de 3 a 6 meses.

Classe 4 – Suspeito de neoplasia folicular;

Da mesma forma que na classe III, há a incerteza se a lesão é maligna ou benigna, porém, o risco de malignidade é maior, variando de 15 a 30%. Devido maior risco de malignidade, geralmente optamos por indicar cirurgia frente este resultado.

Classe 5 – Suspeito de malignidade;

Uma amostra é considerada suspeita de malignidade quando algumas características de malignidade estão presentes, mas os achados não são suficientes para um diagnóstico conclusivo. O risco de malignidade para esta categoria é de 60-75%.

Classe 6 – Maligno.

Todos os critérios para malignidade são preenchidos. O risco de malignidade nesta situação é de 97 a 99%.

Cada caso apresentado é analisado com a história clínica do paciente, juntamente com as características dos exames, e, assim, seu tratamento é tomado sempre de forma individual e personalizada.

Tem alguma dúvida ou se identificou com os sintomas? Ligue para (11) 4314-6900 durante o horário comercial e agende a sua consulta com o Dr. Rafael De Cicco.

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *