Nódulo na Tireoide Pode Sumir ou Precisa de Cirurgia?

Nódulo na Tireoide Pode Sumir ou Precisa de Cirurgia?

Nódulo na Tireoide Pode Sumir ou Precisa de Cirurgia?

Os nódulos na tireoide podem ter diversas causas diferentes e seu aparecimento é bastante comum, principalmente entre mulheres. Um dado interessante é que estima-se que cerca de um terço de toda a população feminina do mundo terá, em algum momento da vida, um nódulo detectável por meio de uma ultrassonografia. Eles nem sempre são perigosos, mas é imprescindível contar com orientação médica especializada. Muitos acreditam que um nódulo na tireoide pode sumir, e por isso não buscam assistência.

É preciso compreender, antes de tudo, que um nódulo é um aglomerado de células que se desenvolveram na própria glândula tireoide. Podem ser benignos ou malignos, mas apenas o médico poderá concluir esse tipo de diagnóstico, a partir de exames de imagem, punção, biópsia e outros.

Afinal, um nódulo na tireoide pode sumir?

É comum encontrarmos casos de pessoas que notaram a existência de uma lesão por meio do toque e, acreditando que o nódulo da tireoide pode sumir, deixaram de procurar assistência médica. O que acontece é que nem sempre o nódulo cresce. Na verdade, 80% deles mantém sempre o mesmo tempo. Em contrapartida, eles raramente desaparecem.

É preciso lembrar que da mesma forma que seu nódulo pode ser benigno, também existem chances de haver malignidade. Portanto, não deixe de buscar orientação profissional.

Quando a cirurgia de tireoide é indicada?

Agora que você já sabe se um nódulo na tireoide pode sumir ou não, é hora de entender melhor quando a cirurgia é indicada para a retirada dos mesmos. Em suma, esse procedimento é indicado apenas nos casos em que foi constatada a suspeita de câncer ou quando o nódulo, mesmo benigno, está secretando hormônios de maneira indesejada.

A cirurgia, conhecida como tireoidectomia, é um procedimento extremamente seguro. É realizado com anestesia geral, mas costuma durar no máximo duas horas. Raramente são observadas complicações, sendo as mais comuns:

  • hematoma no local da incisão;
  • rouquidão, que na maioria das vezes é transitória, e costuma durar cerca de duas semanas.

É imprescindível buscar orientação médica e manter seus exames em dia.

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *